.

         


Desafios para a indústria Brasileira
3o Fórum de Manufatura 19 E 20 DE MARÇO DE 2018 - Tivoli Mofarrej - São Paulo

O processo de pesquisar o mercado antes da edição anual do evento nos mostra claramente como as perspectivas e demandas para o setor vão se alterando de um ano para outro. Na primeira edição do evento, o tema mais forte era o Lean Manufacturing, embora indústria 4.0 e automação já despertasse o interesse e curiosidade dos profissionais deste setor. No ano passado, as questões econômicas e as soluções para momentos recessivos, com destaque para gestão e capacitação de pessoas, dividiam o interesse prioritário do mercado com o Lean Manufacturing e também com as inovações e soluções disruptivas trazidas principalmente da indústria 4.0.

Para 2018 esses três temas continuam em voga, lean, soluções de gestão em momentos recessivos e gestão de pessoas na produção ou chão de fábrica. Mas o interesse e o entendimento da automação e indústria 4.0 como uma solução para a indústria brasileira dar um salto em direção a competitividade internacional despertou um interesse prioritário sobre este tema.

Ficamos muito satisfeitos de poder incluir e apresentar em nossa programação cases de várias empresas que já estão caminhando nessa direção, em diversos setores, como as automobilísticas Volkswagen, Renault e Nissan, de alimentos e bebidas como Ambev e Bauducco, aeroespacial, Embraer, química, Rhodia/ Solvay e a de máquinas agrícolas AGCO.

E como a Manufatura é um complexo estratégico que envolve além da tecnologia vários outros temas, cada participante poderá escolher o tema que lhe seja mais relevante para o momento que vive em sua fábrica, tais como: gestão de pessoas e comunicação que serão apresentados pela a L’oreal, Pfizer e Novafarma, Lean Manufacturing com a Kraft Heinz e sobre o desenvolvimento do setor textil com a ABTT.

Dois pontos de destaque, que tiveram uma solicitação muito forte em nossa pesquisa são os temas “Como variabilizar custos em Manufatura – alternativas para reduzir custos fixos, tornando-os variáveis e relacionados ao volume de produção” que será apresentado pelo Alexandre Oliveira do IBS e o painel “Modelos de excelência de empresas competitivas e em crescimento que o investimento tecnológico não é o principal drive” que será apresentado por dois CEO’S de empresas de enorme sucesso aqui no Brasil.

Ainda teremos algumas surpresas como participações internacionais e presença de lideranças ligadas a empresas de fomento e do governo. Acreditamos que a indústria manufatureira deve ter um papel destacado no Brasil e queremos contribuir da melhor forma que podemos fazer para isso que é a troca de conhecimentos e informações para todas as empresas que admiravelmente atuam produzindo e vencendo os desafios diários para ser competitivos aqui no Brasil.

Célia Maria Pereira de Queiroz

CEO - Dialogia





Publicidades






 
                                                           
|
|
|
|
|